segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Parto normal x cesárea | Falando sério

Parto normal x cesárea | Falando sério

Não, não estou aqui pra falar sobre os prós e contras de ambos os partos, muito menos pra falar da experiência de parto normal, pois tive 3, já levantei a bandeira do parto normal, mas hoje a minha bandeira é outra: a mulher tem o direito de escolher o parto que quiser.

E aí você diz: como assim, você teve 3 partos normais, tem obrigação de falar bem deles! E eu te respondo: NÃO, não tenho!

Isso não quer dizer que não foram bons, foram ótimos, menos de 7 horas de trabalho de parto, nenhuma complicação, tive tudo perfeito, bolsa rompeu, dilatação, foi tudo ótimo, e se alguma mulher vier me perguntar se recomendo eu digo que sim, apoio e tudo mais.

Mas uma coisa me incomodou, várias na verdade, durante minha última gestação. Participando de um fórum de gestantes na internet me deparei com um comentário tão maldoso e sem sentido que me fez refletir no assunto. Uma mulher, que se diz mãe, disse a uma outra mãe que ela não era mãe de verdade pois não tinha sentido as dores do parto, já que tinha feito cesárea. OI? Oooooi?

Minha vontade quando li isso foi de voar no pescoço dessa mulher.

Gente, qual o problema das pessoas e de certas mulheres em querer criar categorias: mais mãe, menos mãe?

Isso não existe! Vejo mães se digladiando, questionando a maternidade como se fosse um jogo, querendo ser mais que a outra por que teve um parto assim ou assado. Acho um saco isso. E hoje não basta ser parto normal, tem que ser humanizado, tem que ser na água, não pode anestesia, tem que ficar o dia inteiro sofrendo de dor. Por favor: STOP!

Vou falar uma coisa: maternidade não se resume a parto e amamentação, é muito mais que isso.

Eu tive 3 partos, todos normais, minha mãe teve 3 cesáreas, o sonho dela era ter parto normal mas seu organismo não dava condições pra isso, a bolsa não rompia, ela não tinha dilatação, e as contrações eram fracas, você tem noção do que é para uma mulher não conseguir realizar um sonho como esse? E aí vem uma desavisada qualquer e diz que ela é 'menos mãe'. Ah me poupe! E vou te dizer ela é a melhor mãe do mundo, e a melhor vó também.

E se a cesárea for uma escolha? A mulher tem medo de sentir dor, tem a licença maternidade, complicações na gestação... Qual o problema? É seu por acaso?

Claro que é mais saudável o parto normal, mas se por algum motivo (que não é da sua conta) a mulher optar pela cesárea isso não a torna menos mãe nem mais mãe que ninguém.

Acho, sinceramente, que a mulher tem o direito de escolher o que é melhor pra ela e para seu bebê sem ser julgada ou criticada por isso. O importante é que no final tudo dê certo. E ponto.

De uma vez por todas 'MÃE É MÃE',  seja ela mãe de parto normal ou cesárea, mãe que amamenta, mãe que dá mamadeira, mãe que trabalha fora, mãe que fica em casa, mãe que carrega em seu ventre e mãe que adota, TODAS são mães, TODAS vão passar noites em claro, vão se preocupar se o filho está bem, se está comendo bem, se está crescendo como se espera, quando fica doente, enfim, todas são mães, não existe mais, nem menos, o importante é que haja amor.

Beijos

Nenhum comentário:

Postar um comentário