quarta-feira, 29 de abril de 2015

Conchas de amamentação, pra que serve? | Dica pra mamãe

Oi, oi pessoas do meu coração.

Sabe aquelas coisas que você olha e fala: Porque não inventaram isso antes? Pois é, é isso que falo dessas benditas conchas, e isso só pode ter sido inventado por uma mulher, ô coisinha útil.

Conchas de amamentação, pra que serve? | Dica pra mamãe


Nas duas primeiras gestações a única coisa que existia era aquele absorvente de seio, eu confesso que usei muito pouco, odiava aquilo. Na primeira gestação eu não consegui amamentar, com 20 dias meu leite secou. Na segunda eu tinha tanto leite que esses absorventes não davam conta, encharcavam rápido demais, e me lembro que uma vez quando eu tirei tinham formado aquelas bolinhas parecidas com bolinhas de bolor, fiquei com um nojo tão grande que parei de usar.

Tomei conhecimento dessas conchas antes mesmo de engravidar, através da vlogueira Flavia Calina, logo pensei vou querer um desse quando engravidar de novo.

E a gravidez veio. Quando fui comprar o enxoval esse foi um dos primeiros itens da lista. Eu sabia pra que servia, mas não sabia que existia de vários tamanhos e com vários tipos de base. Fui ver isso depois, por isso vou explicar aqui para que não cometam o mesmo erro, e comprem aquela que é mais adequado para a sua necessidade.

Em primeiro lugar para que serve?

  • para corrigir o mamilo, no caso de bico reto ou invertido, ou seja, ajuda a formar o bico facilitando a pega do bebê
  • proteger o mamilo que esteja rachado ou fissurado
  • coletar o leite que fica vazando, ajudando a evitar o empedramento

Em segundo lugar, existem dois tipos de base:

  • base rígida: é recomendado para preparar o mamilo se ele for plano ou invertido, pode ser usado a partir do 8º mês de gestação
  • base flexível ou de silicone: para a amamentação propriamente dita, é mais confortável.

Minha experiência com as conchas: comprei meu primeiro par de conchas no 7º mês de gestação, como não sabia de toda essa diversidade comprei um pequeno, e confesso que nem sabia que poderia já usar antes do bebê nascer, mas isso pra mim não fez muita diferença. Logo em seguida comprei outro maior, ambos são de bases de silicone.

Conchas de amamentação, pra que serve? | Dica pra mamãe


Meu leite demorou uns dois dias pra descer, sim pois primeiro o que desce para amamentar é o colostro, e quando desceu veio de uma vez, meus seios na maternidade estavam enormes e doloridos, e a anta aqui esqueceu de levar para a maternidade. Logo que cheguei em casa coloquei as conchas maiores e "Ah! Que maravilha!" O leite começou a descer, no primeiro mês eu usava direto, pois graças a Deus eu tinha muito leite, a concha enchia logo tanto que usei, e uso ainda, a maior, pois a menor não dava conta da quantidade que eu produzia. Conclusão: meu bico que é invertido logo se formou e a pega da Alice foi correta, o leite não empedrou e o bico não rachou, claro que ficou dolorido, mas nem sinal de rachar, fora que evita o contato da roupa com o bico deixando o seio mais confortável. Aprovado, aprovadíssimo.

Conchas de amamentação, pra que serve? | Dica pra mamãe
Furos para ventilação, quanto mais furinhos tiver, ou maiores eles forem melhor.

Conchas de amamentação, pra que serve? | Dica pra mamãe
Orifício de encaixe no bico do seio, não deve ser muito grande, pois não ajuda a formar o bico, e nem muito pequeno, pra não machucá-lo.


Minha Alice vai completar 3 meses essa semana e a frequência de uso das conchas diminuíram, pois a produção de leite está entrando de acordo com o que ela precisa, tem dias que produzo mais, tem dias que menos, mas ainda não vou descartar o uso deles.

Como você pode perceber existem de vários tamanhos, e finalidades diferentes, existem de várias marcas, o valor mínimo é de R$25,00 e você pode encontrar nas farmácias, em alguns supermercados, e em casas especializadas em enxovais de bebê.

Não, esse não é o meu seio... rsrsrs, mas é assim que deve ser colocado.


Importante lembrar duas coisas:

  1. o leite coletado não deve ser reaproveitado, 
  2. as conchas devem ser esterilizadas diariamente.
Detalhe, eu nem precisei usar a bombinha que geralmente se usa pra não deixar acumular o leite e correr o risco de empedrar. Então, uso e recomendo de olhos fechados.








segunda-feira, 27 de abril de 2015

Mãe de 3 filhos sim, e daí? | Falando sério

Oi, oi, tudo bem?

O mundo hoje está mais corrido, as famílias cada vez mais diminuindo e se transformando. 

Antigamente ter 4 ou 5 filhos era normal, minha vó materna teve 6 filhos, e minha vó paterna 9. Hoje vemos famílias com 1, no máximo 2. Partir para 3 filhos já é motivo pra arregalarem os olhos pra você.

Começa assim: Você namora firme uma pessoa e vem a pergunta: "Vai casar quando?" Você casa. A pergunta passa a ser outra: "Quando vai encomendar um herdeiro?" Você tem o primeiro filho. "Vai tentar mais um ou parar por aí?" Você tem o segundo. Daí os comentários e perguntas aumentam: "Agora chega né? Vai fechar a fábrica?" Ou se os dois primeiros filhos forem do mesmo sexo, como no meu caso, a pergunta é: "Não vai tentar uma menina(o)?"


Daí vem a terceira gravidez e você escuta: Não acredito, você é louca? Corajosa você hein? E se vier mais um menino? (Aí dá vontade de responder: Ah eu jogo no lixo!)


Não serei hipócrita de dizer que nunca fiz um comentário desse, antes de ter filho provavelmente eu devo ter soltado uma dessas pérolas, mas hoje, depois de ter passado por todos esses comentários me dou conta do quanto fui indiscreta e inconveniente.

Geralmente eu sempre respondia de forma educada, e ás vezes respondo, pois sei que a pessoa não tem essa intenção, o que ela quer é puxar assunto, ou brincar com a situação, mas dá pra puxar assunto sem começar com esses comentários, pois é como se a gente tivesse sempre que dar satisfação de tudo o que acontece conosco quando o problema é nosso, nosso simplesmente.

Não é da nossa conta se a mulher não quer ter filho, ou quer ter só um, ou dois, ou três ou cinco. Se foi planejado ou não. Se vai "fechar a fábrica ou não". Se você ainda vive com o pai da criança, se vai trabalhar ou parar de trabalhar pra cuidar do filho, enfim não é da nossa conta e ponto!

Quando eu era mais jovem eu dizia que não queria ser mãe, pense, eu tinha muitos planos e achava que filho ia atrapalhar tudo, sim eu pensava nesse nível de ignorância. Hoje eu penso, como pude pensar assim? Mas eu tinha planos, e vou lhe falar, não realizei metade dos meus planos, a vida foi mudando e os planos também, vieram os filhos e devo de dizer que a experiência é indescritível, e graças a Deus que os planos mudaram. 

Meus dois primeiros filhos não foram planejados, mas foram desejados e amados desde o dia em que descobri que estava grávida deles, a terceira foi planejada e te digo: amo os três de igual forma. E é isso o que importa.

Mãe de 3 filhos sim, e daí?


Beijos da Ly

quarta-feira, 22 de abril de 2015

Primeiro post - Seja bem vindo!

Olá, tudo bem?

Meu nome é Elizandra, mas me conhecem como Eli, ou simplesmente Ly.

Já tive 3 blogs, todos eles falavam de moda e beleza somente: Cá entre nós, garotas!, Cantinho da Mamily e Lynda de se ver. Todos estão desativados.

Depois de muito pensar resolvi criar esse, sim mais um, mas este não será especificamente sobre beleza, quero dividir com vocês tudo o que envolve o universo feminino.

Tenho 3 filhos, 2 meninos sendo um de 9 anos, e o outro de 7, e uma linda menina de 2 meses e meio. Sou também madrasta, tenho 3 enteados, e duas netas de coração. Sim minhas amigas, eu sou vódrasta aos 33 anos de idade, e me divirto com isso!

Quero dividir com vocês tudo sobre ser mulher, mãe, dona de casa, madrasta, vódrasta (rsrs), maternidade, amamentação e também sobre como é ser mãe de uma criança especial, pois meu filho de 7 anos é autista e pretendo dividir essa experiência também. E claro sobre feminices também, porque a gente merece né?!

Bom, teremos muito o que conversar, pois assunto no mundo feminino é o que não falta e conto com vocês pra trocarmos experiências.

Primeiro post - Seja bem vindo!

Beijos!!!